ALIMENTOS


Project Description

OXI SANITIZAÇÃO EM ALIMENTOS


Um dos primeiros setores da economia a utilizar com sucesso a tecnologia da oxi-sanitização foi o alimentício, especificamente o segmento das frutas.  Com a aplicação controlada do ozônio nas câmaras de armazenagem foi possível retardar a ação do gás etileno, liberado pelas frutas e responsável pela maturação. O ozônio tem ação fungicida e amplia a vida útil do fruto, sem qualquer alteração de sabor, consistência, aspecto ou valor nutricional. Depois a tecnologia também foi aplicada na sanitização dos locais de armazenagem e manipulação de carnes, embutidos, pães e queijos, entre outras áreas.

Principais Vantagens da Oxi-Sanitização

• Redução de odores;
• Redução dos contaminantes (fungos, bactérias, vírus, ácaros);
• Melhor custo benefício;
• Conhecida como Tecnologia do Futuro;
• Ecologicamente correta;
• Sem uso de Nenhum Produto Químico;
• 3 mil vezes mais rápido que qualquer outro processo;

AR SANITIZADO DE FORMA ECOLÓGICA, EFETIVA E PERMANENTE

O funcionamento dos equipamentos se baseia na ativação controlada das moléculas de oxigêno do ar pelo qual se consegue um aumento notável na capacidade de reação deste elemento com a matéria orgânica contaminante.

SOLICITE UM ORÇAMENTO AGORA MESMO

 

 

PROCESSO E APLICAÇÃO


O processo é realizado através da maquina de OXI-SANITIZAÇÃO INTEROZONE que é ativada quando o ar do interior do ambiente entra na máquina e partículas de oxigênio (O2) são quebradas, formando o Ozônio (O3).

 

O ozônio tem efeito germicida e é eficiente na destruição de fungos e bactérias.

 

Considerando as propriedades do gás ozônio e sua eficiência, ele vem sendo utilizado em vários segmentos.

LOCAIS DE INSTALAÇÃO


Restaurantes

Transporte Frigoríficos

Laticínios

Conservação de frutas

Peixaria

Panificação

SOLICITE UM ORÇAMENTO AGORA MESMO

LAUDOS ALIMENTICIOS


Fonte: Processamento de alimentos industrializados- PERDIGAO

RESULTADOS DE CONTROLE MICROBIOLÓGICO EM CARNES-PERDIGÃO

UTILIZAÇÃO DO INTEROZONE COMO SANITIZANTE EM FRIGORIFICOS

Estudo válido por 6 meses com validação estatística, formula Anova, Valores Referente aos Resultados das Análises Microbiológicas de Bactérias Mesófilas e Bolores/Leveduras na Câmara de Resfriamento de Bacon.

Objetivando-se a redução da carga microbiana e odores dos ambientes de processamento de produtos alimentícios industrializados, foi constatado que o uso do equipamento Interozone, teve uma significativa eficiência no controle de bolores e leveduras, bem como nos odores ambientes.

Entretanto no que diz respeito ao controle de bactérias mesófilas (contagem padrão), não foi observada diferença significativa com o uso do  equipamento Interozone, devido a qualidade do ambiente ser excelente.

Constata-se que, quando o problema em uma indústria de alimentos. qualquer estiver centrada em bolores e leveduras, e odores desagradáveis, a ozonização de ar,  nas condições de testes aqui efetuadas com o equipamento Interozone foi eficiente, recomenda-se o seu uso.

Comparação da contagem total de micro organismos no ambiente em Sala de Embalagens de Indústria de Embutidos antes e depois da aplicação de tecnologia limpa.

O equipamento causou uma redução significativa das contagens totais de micro organismos na área avaliada (96,3%).

As contagens obtidas nos pontos amostrados após a instalação do equipamento seguem as recomendações padrões de carga microbiológica ambiental: contagens não superiores a 15 UFC/placa durante 15 min. de exposição.

 

 

Fonte: Processamento de alimentos industrializados- PERDIGAO

ANVISA


“Em atenção a correspondência de Vossa Senhoria protocolada nesta ANVISA sob expediente n°32774/2-3, informamos que os “Aparelhos Purificadores de Ar”conforme descrito na referida correspondência, não necessitam de qualquer autorização desta agencia para a sua fabricação, importação, exposição e venda ou entrega ao consumo.”

Atenciosamente,

Cezar Luciano C. de Oliveira
Chefe da Unidade de Tecnologia em Equipamentos
UNTEQ/GGTPS/ANVISA

MINISTÉRIO DA AGRICULTURA INFORMAÇÃODIVERSA/DOI/DIPOA N° 423/2002

Diante o exposto o “DIPOA” não coloca restrições  na instalação deste equipamento nos estabelecimentos que estão sob a égide do Serviço de Inspeção Federal.

Paulo Roberto André
Fiscal Federal Agropecuário
Médico Veterinário/ CFMV 0423
Chefe do SECAR/DIPOA

MINISTÉRIO DO TRABALHO

Secretaria  de Inspeção do Trabalho Departamento de Segurança e Saúde no Trabalho

Coordenação de Registros

Oficio N:3492002

Atenciosamente,

Noé Dias Azevedo
Diretor Substituto

ALGUNS CLIENTES


PREENCHA O FORMULÁRIO, UM DE NOSSOS REPRESENTANTES ENTRARÁ EM CONTATO COM VOCÊ

  • Este campo é para fins de validação e não deve ser alterado.